Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Sala de Não Estar

um blog por Afonso Castro

A Sala de Não Estar

um blog por Afonso Castro

28/10/18

Rotinas Paralelas

 Uma cidade entorna-se, de mão em mão, por casualidades próprias das rotinas, e nem sabendo eu próprio bem o que isto quer dizer, como teias de tempos difíceis de jazz que me levam a baloiçar o corpo mas sem cair neles em profundidade, aí vou eu, pela rua, a fugir de encontrões, e passam comboios, carrinhas mal estacionadas entregam serviços nas lojas e pastelarias porque ainda é cedo, autocarros em descorroncos abrandam nas paragens, gente entra, gente sai, gente vai, poucos vêm, há pequenos centros-lâmpadas-e-nós-traças que nos forçam a deixar as casas em paz e, com elas como um todo, partes também, as plantas, os bibelôs, os livros amarelentos, e até os gritos-mudos que lá ficaram a girar, (des)vigiados pelos animais de estimação.
 Há manhã a rebentar lentamente dentro da própria manhã, vamos a fugir do que ficou antes, embrulhados e mal dispostos por concepções mal concebidas de tempo, nem se cheguei a adormecer. Se as manhãs fossem todas diferentes, não ficavam em nós as mesmas impressões e as mesmas vontades sobre as realidades paralelas que nos passam à frente em corpos distantes. Pomos-lhes rótulos, palavras, e elas desparecem ao longe, mas com as nossas marcas, as nossas cores. Somos todos desempoeirados neste jogo, ou serei só eu, também a pôr ideias como véus sobre quem me passa.
 Nada e tudo sobra quando se vai a ver demais por aí, a pensar em como nada sabe de mim ou para onde vou, literalmente, quem também passa sem eu saber nada sobre eles ou para onde vão. O mundo tem sido embalado nisto, em pôr rotinas nos outros, em escapar das nossas jaulas, em rebentar sem que isso seja notado. 
 Calados e de cara neutra fugimos para dentro dos outros. É só isso.

Afonso Castro

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Outros Textos